A ergonomia deve ser observada no desenvolvimento
e na especificação de equipamentos

Dentro do contexto de gestão empresarial, a ergonomia assume, cada vez mais, o papel de extrema importância dentro das empresas, quando inter-relaciona a qualidade do produto e dos processos a um aumento de produtividade e melhoria nas condições de trabalho. Seu campo de aplicação e crescimento é amplo, pois a evolução técnica do trabalho tem sido um fator decisivo no desenvolvimento desta ciência. A cada dia que passa, a tecnologia das máquinas alcança maior perfeição e complexidade, com menores custos e obrigando o homem a uma adaptação rápida a esta nova situação.
Segundo G. Spyropoulos (Jefe Servicio Condiciones de Trabajo y Vida de la OIT), sempre que se introduz uma nova tecnologia ao sistema produtivo, introduz-se um novo sistema de condições de trabalho. É importante lembrar que, ao se desenvolver essas novas tecnologias, especificamente novas máquinas ou equipamentos para o sistema produtivo, as novas condições de trabalho devem atender ao ser humano em todos os aspectos, e serem melhores que as condições anteriores. Essas novas tecnologias devem se adaptar ao ser humano, usuário da mesma, e não o ser humano "ser obrigado" a se adaptar a essas novas tecnologias.

Algumas situações devem ser avaliadas e observadas no sentido de atender à máquina humana, como, por exemplo:  

A lista de itens a serem observadas é longa, e concluímos lembrando que a aplicação dos aspectos de ergonomia nos equipamentos, máquinas ou tecnologias, no sentido amplo, traz harmonia entre o homem e seu sistema laboral, consequentemente gerando lucros, produtividade e qualidade de vida no trabalho.

agosto/2000


Antonio Francisco Abrantes,
Instrutor da IMAM para o curso "Ergonomia Industrial".
Tel. (0--11) 5575 1400
  
imam@imam.com.br

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .