O Armazém Perfeito

O estudo conduzido pelo Dr. Edward H. Frazelle, professor do The Logistics Institute at Georgia Tech (www.tli.gatech.edu) junto a 139 armazéns de renomadas empresas norte-americanas também avaliou o nível de performance operacional, através de um indicador chamado Warehouse Quality Index (WQI) obtido através da ponderação entre a acuracidade na expedição e a acuracidade no inventário.
O WQI alcançou média de 93,2% e mediana de 97,1%, mas no terceiro quartil, aquele que reuniu as melhores práticas, atingiu 99,65%.
Todos os armazéns foram ranqueados a partir do WQI obtido e através da análise dos melhores resultados, chegou-se ao perfil do armazém ideal, aonde, provavelmente, obter-se-á melhores indicadores de desempenho.

Trata-se de um armazém com 180 metros de comprimento e 90 metros de largura, 9 metros de pé-direito e 16.200 m² de área.
Estudos anteriores realizados pela equipe do Dr. Frazelle já apontavam que os armazéns que apresentam melhores indicadores de desempenho têm entre 10.000 m² e 30.000 m². Os problemas de controle tendem a aumentar com o tamanho do armazém. Em armazéns de grande porte a produtividade é dificultada pelo excesso de movimentação devido a grandes distâncias e má visibilidade do fluxo de trabalho. As dificuldades em comunicação e supervisão possivelmente podem contrabalançar as economias obtidas com grandes volumes de pedido ou através de altos níveis de mecanização.
O armazém perfeito está localizado centralmente em uma área que permita cobrir os principais mercados internos em até 24 horas, em uma região aonde exista a disponibilidade de mão-de-obra tecnicamente qualificada e motivada, e próxima do principal porto de seu país ou região.
Esse armazém tem uma ocupação média de 80% ao longo do mês, atingindo “pico” de 90%, portanto, opera com uma capacidade ociosa planejada como é recomendado por especialistas.
No armazém perfeito, a operação é terceirizada com um provedor logístico especializado, impactando principalmente na acuracidade do inventário, custos operacionais e acuracidade na expedição.
A operação é suportada por um WMS integrado a sistemas de comunicação paperless.
Nesse armazém, há uma relação de 1 supervisor para 8 operadores, quando a orientação for para a qualidade do processo e uma relação de 1 supervisor para 12 operadores quando a produtividade for a prioridade da empresa.
O armazém perfeito apresenta soluções de automação do manuseio dos materiais, principalmente na separação de pedidos. Soluções particulares são desenvolvidas e implantadas para diferentes perfis operacionais.
Para se conseguir uma performance de armazém classe mundial, são utilizados indicadores de desempenho contemplando aspectos financeiros, produtividade, qualidade e tempos de ciclo.
Armazéns perfeitos encontram-se em contínua inovação, existindo em torno de 12 projetos internos, envolvendo temas ligados a produtividade operacional, custos, segurança, etc.

setembro/2.005

Marco Antonio Oliveira Neves,
Diretor da Tigerlog Consultoria, Hunting e Treinamento em Logística Ltda.
marcoantonio@tigerlog.com.br

www.tigerlog.com.br 


Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br ou www.guialog.com.br .